Vida adulta: as voltas que o mundo dá

Vida adulta: as voltas que o mundo dá

0

Eu sou uma pessoa controladora. Tenho descoberto isso aos poucos, em atitudes diárias, daquelas que a gente toma sem nem pensar. Mas o fato é que estar à deriva me incomoda, e muito. Eu gosto de saber o destino aonde vou. Sem certezas, me sinto insegura e meto os pés pelas mãos.

A vida adulta, porém, tem me ensinado que não adianta muito fingir que está tudo sob controle. Tem vezes que as coisas se subvertem. E nem sempre vai ser possível retomar as rédeas. Talvez seja preciso aceitar o novo movimento e saber lidar com ele.

Minha rotina, nas últimas semanas, passou por um momento assim. De uma vez só, tive a oportunidade de realizar vários planos engavetados – um trabalho novo, para o site Modices, da maravilhosa Carla Lemos; um curso; um projeto pessoal para desenvolver. Tudo junto e misturado, era pegar ou largar. E eu peguei, sem olhar pra trás! Foi uma felicidade sem tamanho sentir que minha vida estava caminhando, que eu estava pondo em prática coisas que pensei que ficariam para 2018.

Para realizar tudo isso, porém, precisei fazer sacrifícios. Um deles foi aqui, com o blog. Dei uma sumida de vários dias, porque simplesmente não conseguia ajustar as coisas e encaixar o blog no turbilhão. Eu estava (e estou) num momento de adaptação, descoberta, vivência e sobrevivência. Precisava tirar esse tempo.

Apesar de saber disso, me angustiou ficar sem escrever, porque vejo o blog como um compromisso. Não somente com você, leitora, mas comigo mesma. Esse é o meu primeiro projeto pessoal de sucesso – e não falo de dinheiro, mas de resultado, de impactar uma comunidade, levar informação a outras pessoas. Tenho muito orgulho do Belícia e de seus desdobramentos.

Vir aqui escrever esse texto não significa um pedido de desculpas, mas um desabafo com quem acompanha este blog. Estou abrindo uma porta para dividir com vocês essa dificuldade que é levar a vida adulta, com trabalhos, complicações, felicidade.

Estou retomando, aos poucos, as atividades do blog e do canal. Não quero deixar meus projetos morrerem. Portanto, encarem este texto como um “oi” de uma amiga sumida, que tirou umas férias, mas está retornando ao seu posto. Vamos juntas viver muitos momentos aqui, no Youtube e no Instagram!

espaco2

Comente no Face ♥