Sobre beleza, saúde e felicidade

Sobre beleza, saúde e felicidade

0

Fiquei doente algumas vezes em 2017, e todas elas afetaram minha relação com a beleza. Não tinha parado para refletir sobre isso até agora, quando, mais uma vez doente – desta vez, do joelho, que desenvolveu uma inflamação repentina e inédita -, caiu a ficha do quanto os meus comportamentos e sentimentos em relação a beleza mudam nessas fases.

Quando estou bem, tenho muito mais vontade de me cuidar. A relação entre estar feliz comigo, com minhas possibilidades, me estimula a estar bem fisicamente. Hidratar o cabelo, passar um creme na pele antes de dormir, são cuidados diretamente ligados ao bem-estar e à vontade de ampliá-lo. Sabe aquela história de que energia boa atrai mais energia boa?

Por outro lado, se fico doente de algum modo, o foco inteiro vai para o sofrimento que envolve aquela situação. Com o joelho, por exemplo: ter dificuldade de me locomover é desanimador, e já uso tanta energia tentando não deixar a peteca cair nas atividades do dia a dia, mesmo doente (trabalhar, cozinhar para economizar com comida, estudar), que acabo nem tendo cabeça pra pensar em fazer uma maquiagem diferente, me divertir com uma esfoliação.

Por outro lado, já conhecendo essa minha tendência, e sabendo que beleza é, ao mesmo tempo algo que me deixa feliz e também parte do meu trabalho – aqui no blog, no site Beauty Editor e, eventualmente, no Modices -, me esforço para não ceder completamente à vontade de ficar alheia aos cuidados com pele, cabelo, maquiagem.

Vou contra o impulso e, em vez de fazer um coque, arrumo meus cachos. Passo um balm colorido nos lábios. Isso é, acima de tudo, uma forma de manter minha autoestima em dia, porque sei que, quando me olhar no espelho, estar esteticamente do jeito que eu gosto será fundamental para contribuir com meu bem-estar.

Porque a beleza, mais do que um conjunto de hábitos que nos inserem socialmente, pode ser um apoio para relembrar pra gente mesma que nós somos importantes, que ser carinhosa conosco é essencial. Dadas as devidas proporções, é como uma paciente de câncer que usa cílios postiços não somente para os outros, mas para ela própria.

E vocês, também enxergam na beleza uma forma de tratar de si com amor?

Beijos,

vanessa-ventura-assinatura

espaco2

Comente no Face ♥