0

Quem me acompanha no stories do Instagram (@beliciablog) com certeza já viu minha luta para combater a foliculite na sobrancelha, que sempre surge no pós-depilação. Meus pelos são retirados com linha, pela designer Deise Carvalho (que arrasa muito!), mas eu sempre sofria nos primeiros dias porque a pele empolava inteira. Mesmo aplicando creme à base de aloe vera e evitando maquiagem, a tal irritação continuava.

A pior parte da minha foliculite é que ela não vem só com a formação dos carocinhos (que já são bem chatos), mas também com uma vermelhidão bem evidente que dura dias. Fiz a foto abaixo logo depois de terminar o design de sobrancelha, pra vocês entenderem o drama. O “molhadinho” em cima é o gel de aloe vera.

foliculite-na-sobrancelha-2

Passei meses sem saber o que fazer e até adiando minhas idas à designer, até que da última vez, finalmente descobri um combo que me ajudou a combater a foliculite na sobrancelha!

A solução para foliculite na sobrancelha

O que fiz dessa última vez foi, assim que cheguei em casa, lavar o rosto e aplicar em seguida, nele seco, a Eau de Raisin (ou Grape Water) da Caudalie. Espirrei uma quantidade considerável e esperei secar quase por completo. Aí, utilizei o Sérum Booster à la Vitamine C, da Novexpert, que ganhei de presente da Pharmapele Ondina. Fui dormir e… acordei sem foliculite!

Me surpreendi muito, porque não esperava acabar 100% com a irritação, mas sim dar uma melhoradinha nela. Além da vermelhidão ter sumido, os carocinhos tinham ido embora também. Acredito que o resultado aconteceu porque a Eau de Raisin tem propriedades calmantes provenientes da uva, seu ingrediente-base, enquanto o sérum de alta concentração de Vitamina C é antioxidante e renova a pele.

foliculite-na-sobrancelha-3

O que não funcionou para foliculite na sobrancelha

Eu já havia tentado usar água termal para promover esse efeito calmante pós-depilação, mas não fazia uma diferença significativa. Acho importante notar essas diferenças entre os produtos – porque eu ainda amo água termal, mas vou passar a priorizar a Eau de Raisin em casos de irritação mais incômoda, como é o caso da foliculite.

Outra coisa que já havia tentado e não funcionou foi caprichar nos cremes hidratantes após a depilação. Mesmo com fórmulas suaves, eu sentia que os carocinhos continuavam lá, e alguns até entupiam, como se virassem pequenas espinhas.

Se você sofre muito com foliculite na sobrancelha após a depilação, recomendo testar o combo de Vitamina C e alguma bruma calmante. Mas lembre-se de que consultar um dermatologista pode ser a melhor solução se seu caso é muito grave.

Mais dicas para foliculite na sobrancelha

Além da receita que contei em cima, alguns hábitos podem ajudar a combater a sua foliculite:

- Não use maquiagem quando for fazer a sobrancelha e, se possível, não aplique maquiagem sobre a pele irritada ao longo do dia. No meu caso, eu evito até mesmo hidratante e protetor solar, porque tenho medo de entupir os poros.

- Aplique um gel de aloe vera ou bruma calmante imediatamente após fazer a sobrancelha.

- Não mexa na sua pele após a depilação, para evitar contaminação com as bactérias dos dedos.

É isso! Se as dicas funcionarem para você, me conta depois.

Beijos,

vanessa-ventura-assinatura

espaco2

0

Fiquei doente algumas vezes em 2017, e todas elas afetaram minha relação com a beleza. Não tinha parado para refletir sobre isso até agora, quando, mais uma vez doente – desta vez, do joelho, que desenvolveu uma inflamação repentina e inédita -, caiu a ficha do quanto os meus comportamentos e sentimentos em relação a beleza mudam nessas fases.

Quando estou bem, tenho muito mais vontade de me cuidar. A relação entre estar feliz comigo, com minhas possibilidades, me estimula a estar bem fisicamente. Hidratar o cabelo, passar um creme na pele antes de dormir, são cuidados diretamente ligados ao bem-estar e à vontade de ampliá-lo. Sabe aquela história de que energia boa atrai mais energia boa?

Por outro lado, se fico doente de algum modo, o foco inteiro vai para o sofrimento que envolve aquela situação. Com o joelho, por exemplo: ter dificuldade de me locomover é desanimador, e já uso tanta energia tentando não deixar a peteca cair nas atividades do dia a dia, mesmo doente (trabalhar, cozinhar para economizar com comida, estudar), que acabo nem tendo cabeça pra pensar em fazer uma maquiagem diferente, me divertir com uma esfoliação.

Por outro lado, já conhecendo essa minha tendência, e sabendo que beleza é, ao mesmo tempo algo que me deixa feliz e também parte do meu trabalho – aqui no blog, no site Beauty Editor e, eventualmente, no Modices -, me esforço para não ceder completamente à vontade de ficar alheia aos cuidados com pele, cabelo, maquiagem.

Vou contra o impulso e, em vez de fazer um coque, arrumo meus cachos. Passo um balm colorido nos lábios. Isso é, acima de tudo, uma forma de manter minha autoestima em dia, porque sei que, quando me olhar no espelho, estar esteticamente do jeito que eu gosto será fundamental para contribuir com meu bem-estar.

Porque a beleza, mais do que um conjunto de hábitos que nos inserem socialmente, pode ser um apoio para relembrar pra gente mesma que nós somos importantes, que ser carinhosa conosco é essencial. Dadas as devidas proporções, é como uma paciente de câncer que usa cílios postiços não somente para os outros, mas para ela própria.

E vocês, também enxergam na beleza uma forma de tratar de si com amor?

Beijos,

vanessa-ventura-assinatura

espaco2

0

O verão está chegando e, com o sol e o calor, vem também o drama do ressecamento capilar. É comum, nessa época do ano, ficarmos mais expostas a fatores como raios ultravioleta, cloro e sal do mar, que, somados às altas temperaturas (que já evaporam água dos nossos cachos), deixam os cabelos extremamente fragilizados. Pensando em recuperar os fios e prepará-los para os dias quentes, Ed Santana, do Descabelado Ateliê de Cortes, me apresentou um tratamento Davines personalizado, voltado para hidratação e proteção da cor.

A ideia é juntar produtos de acordo com a necessidade específica de cada cabelo, promovendo um cuidado completo para as cacheadas. “No seu cabelo, eu personalizei um tratamento onde priorizei uma técnica de ‘new wash’ - uma limpeza ultra light em sua raiz e uma limpeza enervante nos comprimentos e pontas. Para isso usei a linha Love Smoothing, que é rica em fitocêuticos de oliva, que são ricos em ácidos graxos”, explicou Ed. A linha Love é voltada especialmente para cachos e, após a limpeza, dá para sentir que os cabelos ficam macios e desembaraçados, sem aquela sensação de perda da oleosidade natural. Durante a lavagem, o cabelo foi massageado o tempo todo – o tratamento já começava ali!

Ed sempre me diz que, ao tratar de cabelos cacheados e crespos, devemos priorizar a lavagem e o leave-in - engraçado que geralmente nós, no dia a dia, economizamos os cuidados justamente nessas etapas, né? Hora de mudar esse hábito! Aposte em shampoos e co washes dedicados ao que seu cabelo mais precisa.

“Para tratar os fios, usei a máscara de tratamento da linha NouNou, que é rica em fitocêuticos do tomate, que é um poderoso nutritivo e antioxidante, promovendo proteção da cor, brilho e maciez“. O efeito dessa máscara é definitivamente hidratante! Gostei tanto no dia em que fiz o tratamento que acabei adquirindo o produto para meu kit pessoal de cuidados capilares caseiros (contei aqui o que estou achando e onde encontrar). Fez toda a diferença!

Por último, Ed aplicou o condicionador, também da linha Love, e o deixou nos fios, sem enxaguar. A ideia foi criar um filme protetor e manter o tratamento agindo por mais tempo. Vale comentar que é possível fazer isso com Davines porque os produtos são super leves e não pesam nada nos fios – para saber quais máscaras e condicionadores você pode deixar nos cachos, converse com seu cabeleireiro!

O resultado foram cachos macios, brilhantes e super cheirosos. O efeito durou por mais de uma semana!

Lembram dessa foto, a primeira com franja? Foi nesse dia que fiz o tratamento!

Lembram dessa foto, a primeira com franja? Foi nesse dia que fiz o tratamento!

Se quiser marcar um tratamento personalizado também, clique aqui.

0

O ano novo está chegando e, com ele, vêm as resoluções, né? Diferentemente dos anos anteriores, desta vez estou tentando começar desde agora a aplicar os comportamentos que quero adotar em 2018. Isso significa que tenho metas, mas, em vez de esperar janeiro para iniciar minha busca por alcançá-las, estou mudando minhas atitudes desde já.

Cada vez mais, beleza se torna algo ideológico para mim. Skincare, cuidados com os cabelos e depilação fazem parte do meu dia a dia, mas quero tornar essas etapas mais próximas das causas que defendo – o bem estar animal, o comércio justo (fair trade), a qualidade em vez da quantidade. Meus hábitos de consumo já mudaram, tornando-se mais conscientes, mas ainda há muitos degraus a avançar.

Em 2017, também comecei a sentir falta de aumentar o meu arcabouço cultural. Sempre fui uma leitora ávida e apaixonada por teatro, cinema, música e afins, mas com a entrada no mercado de trabalho e a corrida para valorizar o currículo (e dá-lhe cursos, especializações, dias voltados somente para o emprego…), fui perdendo o prazer e os momentos dedicados ao consumo de experiências diferentes das proporcionadas no escritório.

Por outro lado, a vida profissional não para, e felizmente, tenho acumulado mais e mais atividades. Com isso, aumenta também a dificuldade de organização, e procrastinar por alguns minutos pode pôr um dia inteiro a perder.

Neste post, compartilho com vocês algumas das minhas metas para 2018, mas também quero saber os seus planos para essa nova etapa que se inicia. Vamos inspirar umas às outras!

Parar de usar lâminas depilatórias

Essa meta de beleza já está quase 100% concluída. Apesar de me depilar com frequência, atualmente, meus principais métodos são a cera e o aparelho depilatório (o meu é Satinelle, da Philips). Este último é, além de tudo, econômico, já que custa caro no início, mas depois dura anos e sai infinitamente mais barato do que apostar em outras técnicas. Ainda uso a lâmina nas axilas, mas pretendo entregá-las para o aparelho também. Agora, só falta a coragem.

Comprar mais produtos cruelty free

Marcas livres de crueldade animal, como Natura, Lush, Urban Decay e Kat Von D. fazem a minha cabeça. Neste ano, meu desafio é priorizar essas empresas e resistir aos lançamentos de outras marcas de beleza que eu também curto, mas ainda testam nos bichinhos!

Investir nos refis e produtos sem embalagem

Para reduzir o impacto no meio ambiente, diminuir o número de embalagens é um grande passo. Neste ano, comecei a apostar nos refis, mas quero fortalecer ainda mais essa prática e aderir também aos produtos sem embalagem descartável (como alguns da Lush). Outra boa ideia é comprar os produtos de beleza favoritos (já conhecidos e queridinhos) em embalagens gigantes – assim, gasta-se menos potes pequenos e, de quebra, ainda rola uma economia.

Ler mais

Ler era meu hobby favorito na adolescência, mas aos poucos o hábito foi perdendo força diante do Netflix, Youtube, trabalho… Também rola a famosa dificuldade de carregar livros na bolsa e a falta de espaço para colocar mais impressos em casa. Para resolver tudo isso, investi num Kindle Paperwhite e, desde o primeiro dia, senti que foi uma mudança acertada. Além de ser uma delícia de usar, o aparelho tornou minhas leituras possíveis em qualquer canto, a qualquer hora – e os e-books da Amazon têm preços bastante convidativos.

Me organizar melhor

Sou procrastinadora. É uma verdade sobre mim. Por isso, com a onda dos planners, bullet journals e afins, decidi me esforçar para organizar minha vida em 2018. Meu esquadrão conta com um planner de mesa/parede da Amanda Mol, uma agenda/planner de bolsa da Cicero, post-its de tamanhos variados e canetas coloridas para dar um gosto a mais na vida.

E você? Me conta o que vai mudar em 2018!

0

Tem coisa melhor do que descobrir um novo amor capilar? Há um tempo, venho buscando produtos bacanas para os cachos – com objetivo de deixá-los bem tratados para o verão que está chegando. Conheci os produtos da Davines no Descabelado, da segunda vez que tingi o cabelo, e me apaixonei, mas só adotei a marca na minha rotina diária recentemente, quando minhas máscaras e óleos capilares acabaram. Aí, decidi investir e arrematei a máscara Nounou e o sérum This is An Oil Non Oil!

Os produtos da Davines são cruelty free e têm ingredientes naturais nas suas composições. Geralmente, são indicados para pessoas com sensibilidade a cosméticos, por serem livres de compostos potencialmente alergênicos. Tanto a máscara como o sérum que escolhi não são exclusivos para cachos e funcionam também em fios lisos ou ondulados

Nounou Hair Mask

A máscara Nounou tem extrato de tomate e é ideal para cabelos quimicamente tratados, que ficam mais frágeis. O objetivo é nutrir o cabelo sem pesar, e a fórmula age em 10-15 minutos – mas você pode deixar mais tempo, se preferir. Com o uso constante, tenho sentido meus cachos mais fortes e definidos (muita gente comentou sobre a definição após eu começar a usar esse produto), mas não espere aquele efeito “óbvio” de super brilho e maciez: essa máscara não é carregada nos óleos – a fórmula tem óleo de jojoba e óleo hidrogenado de azeite de oliva, apenas -, então não desmaia os fios nem os deixa super espelhados. A maciez, a força e o efeito desembaraçado são os resultados mais visíveis.

davines-nounou-mask

Fórmula: Aqua, cetearyl alcohol, glycerin, cetrimonium chloride, dimethicone, behenyl alcohol, behentrimonium chloride, cetyl alcohol, jojoba seed oil, ethylene/propylene/styrene copolymer, butylene/ethylene/styrene copolymer, hydrogenated olive oil, bitter cherry

This Is An Oil Non Oil

O sérum This Is An Oil Non Oil é descrito pela Davines como um “gel fluido sem fixação”, mas, em termos de textura, está mais para um óleo capilar diferentão – nada grudento, sem efeito molhado, ele espalha super fácil nos fios e os deixa desembaraçados no ato. Também valoriza a definição e dá um brilho natural aos cachos. Ele promete e cumpre diminuir o frizz e pode inclusive ser aplicado ao longo do dia, para reviver os cachos e reduzir os arrepiados sem pesar. O cheirinho é um show à parte! Tenho carregado na bolsa e uso sempre que quero dar um boost na forma dos cabelos, ou simplesmente deixá-los mais cheirosos e brilhantes.

davines_oil_non_oil

Fórmula: Aqua, Alcohol denat., Polyquartenium-10, PEG-40 Hydrogenated Castor Oil, Benzyl Alcohol, Methyl Gluceth-20, Sodium Benzoate, Fragrance, Citric Acid, Hydrolyzed Corn Protein, Hydrolyzed Wheat Protein.

Aí vai uma fotinho do meu cabelo após começar a usar os produtos. Muita gente começou a dizer que meus cachos estão mais definidos.

Processed with VSCO with hb1 preset

Onde comprar?

Vários salões brasileiros vendem Davines. Em Salvador, indico comprar no Descabelado, pois é o lugar com melhor custo-benefício que encontrei. Também é possível encomendar em sites gringos que entregam no Brasil, mas há risco de taxa!

vanessa-ventura-assinatura

espaco2