0

Uhu, Diário da Criolipólise de volta! Depois de iniciar o meu pós-Crio testando a Radiofrequência, processo que aquece as gordurinhas para dar um fim às formas “extras”, fui à Estética Hollywood Salvador experimentar dois tratamentos super queridos pelas apaixonadas por estética: a Lipocavitação e o Heccus.

Para começar, Daiana, a fisioterapeuta do espaço, fez uma esfoliação no meu abdômen. Isso garantiu que a pele ficasse bem lisinha para o início da Lipocavitação, que é um ultrassom localizado de alta potência que emite raios e deixa a gordura “disponível” no corpo para queima imediata. Por isso, logo depois da sessão é orientado que se faça algum exercício, como caminhada ou bike ergométrica, além de evitar ingerir muitos carboidratos ou alimentos gordurosos antes ou depois da Lipo. É importante avisar que pacientes com colesterol alto não devem se submeter a esse procedimento.

As marquinhas ajudam Daiana a guiar a máquina

As marquinhas ajudam Daiana a guiar a máquina

belicia-blog-diario-da-criolipolise-lipocavitacao-e-heccus-2

A Lipocavitação é realizada com a ajuda de manoplas que ficam em movimento o tempo todo. Há versões de 3 tamanhos – 3, 2 e 1 cm -, de acordo com a área (a menor pode servir para a papada, por exemplo). Uma dica: embora a Lipocavitação seja ótima para áreas como abdômen, ela não é indicada para o bumbum, por promover queima de gordura. A Estética Hollywood tem um protocolo exclusivo para essa área, o Shakebum, que reúne Corrente Aussie, Heccus ou Radiofrequência e Pump para melhorar contorno e flacidez das nádegas.

Após terminar a Lipo, fizemos uma drenagem linfática mecânica com uma manopla, para nos prepararmos para o Heccus: uma terapia combinada de ultrassom + Corrente Aussie. Muita gente tem medo desse tratamento, porque a sensação dele é como a de pequenos choques (a Corrente Aussie, que vai e volta, tonificando musculatura e tecido). A ideia de utilizar o Heccus como um pós-Lipo é emulsionar a gordura liberada pelo primeiro procedimento, melhorando o contorno corporal. Depois de alguns minutos de choques, que não doem nadinha – talvez uns sustinhos de vez em quando, haha -, finalizamos tudo com aplicação do mousse efervescente, do creme anticelulite e do gel crioterápico – este último, utilizado após uma massagem vigorosa que parece queimar centímetros instantaneamente. O resultado? Uma barriguinha mara logo no dia da sessão!

Um plus: nesse dia, antes de iniciar os tratamentos, Daiana mediu minha barriga para ver as perdas de medidas que tivemos até agora. O resultado? Menos 3,5 cm de diâmetro de abdômen superior, 3 cm de abdômen inferior (a “pochetinha”) e seis centímetros de cintura. Tá bom ou quer mais? ;) A medição foi feita antes de começarmos a Lipo justamente para evitar o efeito cinderela imediato aos cuidados, mostrando as perdas reais de todo o processo que estamos vivendo. Ainda faltam algumas sessões para terminar o pós-Criolipólise, mas já digo que vale muito a pena!

belicia-blog-diario-da-criolipolise-lipocavitacao-e-heccus-3

Nova barriga (e o tratamento nem terminou!) ♥

0

Batom vermelho mate: taí um elemento que vale a pena ter na nécessaire. Vai bem em quase toda ocasião, levanta produções simples, valoriza qualquer tipo de lábio… É o grande curinga da maquiagem! Ganhei recentemente uma miniatura do Velvet Matte Lip Pencil Cruella, um clássico da Nars, e fiquei logo animada pra testar.

belicia-blog-resenha-cruella-matte-lip-pencil-nars-3

O produto é do tipo batom lápis, o que favorece bastante as moças com dificuldades de lidar com o formato clássico ou com as versões líquidas – que estão super em voga, mas não são as melhores opções pra quem não tem tanta coordenação motora. O lápis, por outro lado, é super intuitivo: basta contornar os lábios e depois preenchê-los com a cor, da mesma forma que fazíamos com nossos cadernos de colorir na infância. Mais fácil, impossível.

Apesar de ser um batom opaco, o Velvet Matte não “começa” seco: ao contrário do famoso Ruby Woo, da MAC, que chega a ser difícil de espalhar devido à sua secura, o lipstick da Nars desliza fácil nos lábios, secando somente após alguns minutos. Isso facilita na hora de consertar algum errinho, assim como ajuda as moças que tem lábios naturalmente desidratados (como eu).

belicia-blog-resenha-cruella-matte-lip-pencil-nars-2-1

A duração do Velvet Matte não é tão highlander: ele resiste bem à maioria das refeições, mas perde parte de sua cor ao se deparar com alimentos mais gordurosos. Não considero um verdadeiro defeito, já que ele não sai 100% da boca – não é um daqueles casos em que você fica totalmente indigna até repor o batom. Dá para comer numa boa, aguardar um pouco e só depois retocar a make, sem grandes prejuízos.

Ademais, queria comentar que a cor Cruella é linda: um vermelho mais fechado, muito democrático, clássico, do tipo que agrada a todo mundo. Me apaixonei! O cheirinho de chiclete também é algo a que me apeguei, mas pode irritar quem não curte aromas na maquiagem. É um perfume mais evidente do que o abaunilhado discreto da MAC, por exemplo.

Último comentário: preço. Eu ganhei a minha miniatura de presente de uma amiga, mas o Velvet Matte Lip Pencil em tamanho normal custa R$ 136. É caro? Sim. Eu compraria? Sim! A miniatura que eu venho usando sempre está durando muito bem, o batom é de ótima qualidade e o formato lápis faz com que seja muito mais fácil criar a “boca vermelha perfeita” sem muito esforço. É o típico produto prático e ótimo de manter na bolsa. Além disso, tem aplicação confortável, importantíssimo para quem sofre com rachaduras labiais. Recomendo!

vanessa-ventura-assinatura

espaco2

0

Três amigas: uma maquiadora incrível, uma fotógrafa cheia de sensibilidade e uma blogueira-modelo-amadora. Um lugar: a Ladeira da Preguiça, reduto de beleza, cultura e resistência. Da matemática desse encontro,surgiu a soma de olhares que resultou nas imagens que você confere abaixo. Imagens que multiplicam a essência da mulher baiana, guerreira e flor, e dividem conosco a força da Preguiça.

belicia-blog-editorial-ladeira-da-preguica-1

belicia-blog-editorial-ladeira-da-preguica-15

Eu já conhecia Luisa Suassuna, a maquiadora responsável pelas belezas deste editorial, há algum tempo. Sou fã da profissional e também do ser humano. Estávamos namorando a ideia de fazer um trabalho bacana juntas há tempos e, quando surgiu a oportunidade de nos unirmos a Fabíola Freire, amiga de Lu e fotógrafa de noivas incrível, não perdemos tempo: criamos um grupo no whatsapp, trocamos ideias, compartilhamos referências e construímos juntas o conceito de todo o ensaio.

Tudo nessas imagens teve a nossa mão. A grinalda de orquídea das fotos acima foi crochetada por Luisa, que acabara de ter seu segundo filho, Guga. O cabelo, recém-iluminado por Ed Santana, do Descabelado, foi arrumado por mim mesma, em casa, na manhã das fotos. Fabíola apostou na luz natural para fazer cada um dos cliques, dispensando o excesso de equipamentos. Os vestidos usados são das meninas: o primeiro é do casamento de Luisa, que foi na praia, e o segundo foi montado por Fabíola, com uma pegada de sereia que conversou bem com o ambiente.

belicia-blog-editorial-ladeira-da-preguica-5

belicia-blog-editorial-ladeira-da-preguica-6

Escolher bem o cenário dos cliques era essencial para garantir o resultado que estávamos buscando. Desde o início, não tínhamos dúvidas de que queríamos a Ladeira da Preguiça como locação. Eu já conhecia o espaço há tempos, graças a amigos como o fotojornalista Antonello Veneri e a grafiteira Sista Katia (cuja obra temos o prazer de ter conosco em algumas fotos).  Conversando com o Centro Cultural Que Ladeira É Essa?, responsável pelas iniciativas culturais do local, tivemos o apoio imediato de Gabriel Silva, Marcelo Teles e Crislene Oliveira, líderes do espaço. Eles compraram a ideia, cederam o Centro em pleno domingo de manhã e estiveram conosco pessoalmente para ajudar na estrutura necessária. Nos sentimos parte da comunidade, e esse sentimento pode ser notado nas imagens.

belicia-blog-editorial-ladeira-da-preguica-3

belicia-blog-editorial-ladeira-da-preguica-4

A Ladeira da Preguiça não é um lugar simples. Há complexidade na beleza evidente de suas ruas, coloridas por ilustrações de artistas diversos, e no abandono de seus moradores, que não são assistidos pela Prefeitura da cidade e precisam tomar a frente de todos os projetos que beneficiem seu povo – já que os governantes se abstém dessa função. Quem mora na Preguiça é leve, respira arte e cultura no dia a dia. Mas, tal qual a flor de um mandacaru, a beleza da comunidade é também resistência: é encarar a falta de apoio, o preconceito, a falta de pertencimento muitas vezes imposta pela Salvador que rodeia a Ladeira.

Estar entre mulheres, fazendo fotos essencialmente femininas num espaço como esse, tem significado. Ser mulher é lutar. É impedir que o mundo nos derrube, dia após dia, batalha após batalha. É deixar a beleza florescer em meio a dificuldades. Somos todas um pouco Ladeira da Preguiça.

belicia-blog-editorial-ladeira-da-preguica-8

belicia-blog-editorial-ladeira-da-preguica-9

belicia-blog-editorial-ladeira-da-preguica-11

Este é um ensaio de beleza(s). Lu construiu duas makes diferentes, para olhares diversos sobre o casamento. A primeira, mais tradicional, trabalhou a paleta natural de cores da minha pele – marrons e dourados – para um efeito super feminino e delicado. Já a segunda brincou mais com tendências e brilhos ousados: apostamos numa boca de glitter vermelho, queridinha do momento e super inspirada em Pat McGrath (somos fãs!), e em bochechas mais coradinhas para ressaltar a paixão do visual. A maneira como fizemos as fotos foge dos editoriais tradicionais de noivas, uma forma de sair da caixa. Afinal, as relações não precisam seguir um padrão – e por que os cliques de casamento teriam de ter um, então?

belicia-blog-editorial-ladeira-da-preguica-10

belicia-blog-editorial-ladeira-da-preguica-12

belicia-blog-editorial-ladeira-da-preguica-14

Agradeço a todos e todas que ajudaram, direta e indiretamente, a tornar esse trabalho possível. Em breve, ele estará disponível na Revista Nosso Bairro, uma publicação baiana do grupo Canal 2. Para trabalhar com Fabíola e Luisa, confira aqui seus contatos:

Fabíola Freire (fotógrafa): contato@caixadefosforo.com.br

Luisa Suassuna (maquiadora): lusuassuna@yahoo.com

Obrigada. Obrigada. Obrigada. Obrigada!

vanessa-ventura-assinatura

espaco2

0

Pensa que a vida termina depois da Criolipólise? Nada disso! O procedimento faz toda a diferença, sim, mas uma ótima ideia é recorrer a um protocolo de tratamentos Pós-Crio: somados, eles reforçarão a perda de gordura e ainda darão um boost na firmeza da pele e no contorno corporal. Tudo que a gente quer, não é mesmo? Depois de um mês do congelamento dos pneuzinhos abdominais (clique aqui para saber tudo sobre), voltei à clínica Estética Hollywood Salvador para começar a segunda etapa da minha busca pela barriga negativa.

Comecei meu protocolo com a Radiofrequência, um cuidado já conhecido pelas apaixonadas por estética: através de uma máquina parecida com a da Criolipólise, as gorduras da área escolhida são aquecidas numa temperatura de até 42 graus celsius por 12 minutos. O efeito? No caso da Radiofrequência Bipolar, disponível na Estética Hollywood, o benefício é triplo: Iasmim Tavares, esteticista, me explicou que o calor estimula a produção de colágeno na pele, ajudando a diminuir a celulite, reduzir flacidez e, é claro, quebrar células de gordura.

Começamos com a aplicação de um óleo especial no abdômen, que ajuda a proteger a pele do calor e também a deslizar melhor o aparelho, evitando que ele se concentre somente em um local. Em seguida, por 12 minutos, tive minha barriga massageada pela manopla. A temperatura do aparelho é controlada o tempo todo, com termômetro, para evitar que ultrapasse os 42 graus. Não senti dor nem queimação. Passou super rápido!

belicia-blog-pos-criolipolise-radiofrequencia-3

Logo em seguida ao aquecimento, Iasmim utilizou uma manopla gelada para realizar o cooling, resfriamento essencial para interromper o calor e proteger o corpo. Aí, vem a hora de relaxar: é aplicada uma máscara de argila verde na área do tratamento, para ajudar a purificar a pele.

belicia-blog-pos-criolipolise-radiofrequencia-5

Depois, a esteticista apostou numa seleção de produtos exclusivos da Estética Hollywood para finalizar os cuidados. O primeiro foi Gel Hiperemiante, que promove um leve aquecimento e prepara a pele para ser massageada. Então, foi a vez do Creme Anticelulite, com extrato de café e óleos essenciais, aplicado com uma massagem modeladora poderosa! Para encerrar, usamos o Cellu Control, um mousse efeverscente que ajuda a complementar o efeito anti-inflamatório da massagem. Quando me levantei da maca, veio a surpresa: já estava com o abdômen visivelmente reduzido (calma: fotos no próximo post, quando faremos o segundo tratamento Pós-Crio! As meninas me disseram que as medidas diminuirão ainda mais, tô chocada)!

belicia-blog-pos-criolipolise-radiofrequencia-4

Produtos exclusivos da Estética Hollywood

belicia-blog-pos-criolipolise-radiofrequencia-2

Máscara de argila e produtos separadinhos por porções

A partir de agora, ainda tenho 7 sessões de Pós-Criolipólise, que vão variar entre Radiofrequência e outros tratamentos. Não tenho conseguido ir toda semana, como é o recomendado, por falta de tempo, mas mesmo comparecendo quinzenalmente, a transformação já começou a aparecer. Animada para ver os próximos resultados!

vanessa-ventura-assinatura

espaco2

0

Primeiramente: menstruar faz parte do ser feminino, então, não há vergonha nenhuma no tema. Todas nós, caso não utilizemos métodos para interrompê-la, sangramos durante alguns dias no mês! Eu, como muitas mulheres, uso pílula anticoncepcional com intervalo – o que significa que, na semana sem comprimidos, a menstruação chegará. Há algum tempo, venho me incomodando com o fato de sempre usar muitos absorventes descartáveis durante o período, um hábito nada sustentável, já que o plástico demora muuuuito tempo pra se deteriorar na natureza. Buscando caminhos para ter um impacto menor no meio ambiente, encontrei 2 formas ecologicamente corretas de “segurar” o sangue: calcinhas absorventes e coletores menstruais. Viva a menstruação sustentável!

Coletor menstrual

belicia-blog-menstruacao-sustentavel-coletor-menstrual

Várias marcas disponibilizam coletores menstruais no Brasil. O conceito é incrível: você compra um copinho de silicone, totalmente maleável e seguro, e o insere no canal vaginal durante a menstruação (não é tão difícil quanto parece!). O sangue ficará retido ali, no copinho, e depois basta tirá-lo do corpo, esterilizá-lo e pronto, lavou, tá novo! A Fleurity, uma das marcas que fabricam coletores nacionais, entrou em contato comigo e me mostrou sua variedade de opções para públicos diferentes: há copinhos para mulheres com mais de 30 anos ou que já tiveram filhos; para quem nunca teve filhos; coloridos; de cor natural; e kits! Agora em janeiro, eles estão oferecendo frete grátis para todas as compras, além de 2 coletores pelo preço de 1 (R$ 89,90). Uma boa oportunidade de chamar sua amiga, comprar um kit e testar o produto!

belicia-blog-menstruacao-sustentavel-coletor-menstrual-2

Calcinha absorvente

belicia-blog-menstruacao-sustentavel-calcinha-absorvente-2

Confesso: as calcinhas absorventes fizeram a minha cabeça. Estou louca pra testar uma! Recentemente, a apresentadora Bela Gil fez um vídeo em seu canal falando sobre a marca THINX, que conta com modelos lindos (até mesmo com opções mais sensuais, ui) feitos de um material especial, que absorve o sangramento. O diferencial desse tipo de produto é que, ao contrário de uma calcinha comum, ela não te deixará com sensação de umidade, tampouco causará insegurança: você pode dançar, praticar esportes, caminhar, tudo normal – não vai vazar! Depois de usar, é só lavar normalmente e usar de novo. Acho o conceito sensacional, embora o preço ainda seja meio caro – algo em torno de R$ 100, mais as taxas de entrega para o Brasil. Alguém aí conhece marcas nacionais que estejam produzindo calcinhas assim?

belicia-blog-menstruacao-sustentavel-calcinha-absorvente-3

Menstruar faz parte do nosso dia a dia, por isso, é importante falarmos sobre isso para tornarmos a experiência ainda mais bacana e natural! E você, usa algum método alternativo para conter o sangramento de cada mês?

Um beijo!

Fotos: divulgação Fleurity/THINX

P.S.: Este NÃO é um publipost!